Contos Eróticos

[Conto Erótico] A patroa – Parte I

Olá,Me chamo Amanda(Fictício),tenho 35 anos,1,60 de altura,60 kg,olhos castanhos esverdeados,cabelos cacheados,bumbum médio,peitos médios e durinho e sou bucetuda.
Eu estava numa fase difícil na minha vida,não conseguia arruma emprego nenhum,estava eu um belo dia olhando o jornal amarelinho e vi um anúncio dizendo que precisava-se de uma ajudante do lar,não era a minha área mãos como as coisas estavam difícil resolvi tentar,liguei para o número do anúncio e marquei uma entrevista.
Chegou no dia da entrevista me arrumei para ter uma boa impressão e fui.

Chegando lá encontrei uma coroa.
Carmem era uma mulher com 56 anos,viúva,com olhos azuis,cabelos loiros,com 1,75 de altura,pesava 82 kilos e fazia yoga,pilates e musculação, ela era médica ginecologista.
Então cheguei na hora marcada na casa dela,uma mansão em Alphaville,me encantei por ela(detalhe eu não sou lesbica,nunca havia translado com mulheres antes),contei minha trajetória profissional,disse a verdade que nunca havia trabalhado em casa de família,mais.mesmo assim ela me disse que me ligaria para me dar uma posição se eu iria ficar para trabalhar ou não.Passou-se 3 dias ela me liga pra avisar que eu poderia ir assinar o contrato de emprego,na casa trabalhava eu,e mais duas pessoas,Dona Maria era a diarista só ia uma vez por semana,e António era o cozinheiro estava dia sim e dia não por lá,eu dormia no emprego,a folga era combinada com ela,Dona Carmem era de Boa,não era exigente,trabalhava o dia todo,eu já estava trabalhando com ela já fazia 6 meses,eu comecei a ter uma caso com António,um belo dia antes de ele ir embora eu dei pra ele na garagem,mal sabia eu que na casa toda havia câmeras escondidas,de vez em qd eu pegava Dona Carmem me olhando e sempre olhando pra minha buceta,mais como sou acostumada a isso pelo fato dela ser testada nunca me importei,António recebeu um proposta de ir trabalhar na França e acabou pedindo pra ser mandado embora,então eu recebi aumento de salário para fazer tbm sues deveres,a pensar que não era muito lá aquelas coisas,era só cozinha verduras e coisas leves,um belo dia estava eu a noitr no meu quarto com tesão danado assistindo vídeos pornôs,a minha cama ficava de frente pra porta,der repente a porta se abre com tudo,nem deu tempo pra disfarça,eu estava toda arreganhada,com um consolo entrando e saindo,já era umas 2 horas da manhã numa sexta feira,Carmem me fala bem seria vem até o meu escritório.
Eu toda sem graça coloquei meu pijama até porque eu estava pelada e fui.Chegando no escritório ela me vira a tela do computador e me pergunta bem sério a quanto tempo eu está dando minha buceta pro António,eu fiquei sem ação,depois de tantos dias ela me veio questionar isso,e como ela sabia eu perguntei ai ela virou a tela do notebook pra eu ver e lá estava eu dando pro António, na hora minha calcinha molhou,ela se aproximou de pegou minha mão e disse,cheiro de buceta,eu vi vc batendo siririca piranha,eu disse a ela que ela não tinha direito de falar assim comigo,ela disse tenho direito até de te mandar embora pro justa causa,eu fiquei sem ação ela disse vai dormir que amanhã cedo e vejo o q faço com vc,no sábado de manja fiz o café arrumei a mesa e fiquei aguardando ela tomar seu café,ela se senta na mesa sem soltar nenhuma palavra e toma seu café calada,eu já havia percebido que ela não iria trabalhar aquele dia msm sendo sábado ela sempre vai a clínica.Aquele silêncio me matava foi quando ela me disse,Amanda me acompanhe por favor,fui seguindo ela até seu escritório,chegando lá ela me deu um contrato de confidencialidade e um envelope que havia R$1000,00 reais,disse Leia e assine tudo que houver falados aqui fica aqui,nada pode sair daqui de dentro,assinei e fiquei aguardando,der repente ela começa a falar e disse assim,eu quero te fuder com força esse dinheiro e pra eu te comer esse final de semana hoje e amanhã,se vc não aceita eu não vou te mandar embora pelo fato de vc ter dado pro Antônio mais que isso a não aconteça nunca mais ouviu,eu disse sim senhora, e ela disse e ai vai deixar eu te puder,pior que eu precisava de dinheiro urgente msm,estava construindo e tinha que pagar o pedreiro aquela semana,e eu sempre achei ela gostosa,disse a ela que não era lésbicas e me dias de deixa q eu te fodo não precisa cd fazer nada,só deita na cama de buceta aberta e eu faço o resto,concordei.
Sobi para o quarto e segui as instruções dela,deitei na cama nua,de pernas abertas está com muita vergonha a veio ela com uma camisola branca mais percebi q as calcinhas dela era grande mais deixei pra la,ela começou a beijar meu pescoço,seios e passava a mão na minhas pernas e dizia,que bucetona,sempre ficava imaginando ela na minha boca,vc vai ficar uns dias sem sentar sua a
Vadia,eu já estava toda molhada,ela começou a passar a mão na minha buceta,e chupava e mordia meus seios (do jeito que eu gosto)derrepente ela fica cara a cara com a minha buceta e começa a dizer,nossa que grelao e passa a língua de leve eu vou a loucura essa hora eu já estava pedido mais,ai ela dá uma sugada que as beiradas da minha buceta entra todo na sua boca e ela passa a língua bem no meio e vai chupando e passando a língua da entrada da vagina até o clitóris,eu já havia gozado tanto só com ela,der repente depois de uns 40 minutos assim ela disse agora eu vou te guder,eu já estava todo putinha,já mandava ela fazer o q queria comigo a,ai ela tira a camisola e eu vejo um volume em sua calcinha,imaginei deve ser um strap on,mal sabia eu,quando ela tira a calcinha pensei que era um homem e não uma mulher,ela tinha um pênis enorme e Grosso,fiquei assustada ela disse não fique com medo eu sou hermafrodita nasci com os dois sexo,quando ela levanta o pênis e tinha o órgão feminino mais abaixo ela só disse dura e seca,chupa agora,não pensei duas vezes,abocanhei aquele pau de 22 cm e Grosso,passei a língua na cabecinha pra colher aquela gotinha perolada e dei aquela olhada pra cima bem safada,dei uma chupada que ela chegou estremessere gemeu alto,fiquei chupando e era bom sentir aquele pau duro e Grosso na minha boca me sentia poderosa,só não imaginava que teria surpresa,comecei a sentir ele ficar mais duro,e um líquido salgado avisando o q viria depois,ela voz ou tanto que não dei conta me lambubuzei toda,ela não deichou eu suja lambeu e os cantos da.minha boca e me ajudou a limpar as gotinhas que havia pingado no.meus seios. Fiquei triste poque na houve penetração mais ela falou não acabou ainda,percebi que o pau não havia muchado,ela se sentou na Beira da cama e falou senta não,tive dificuldades pois o Pinto do António era pequeno e fino e o dela era uma jaba evitava janba,sentei devagar até acomodar tudo,e comecei com os movimentos de sobe e desce,veio o primeiro orgasmos e ela me jogo de quatro e eu já está toda puta empinei a bunda e disse vem fuder patroinha com a sua empregadinha sem do ela enfiou no que delicia,ela socava e dizia,vc é minha puta msm eu estou te pagando pra te fuder,que buceta apertada,eu dizia fode vai,era tão alucinante que até urinar eu urinei com o pau dentro da minha buceta,eu não gemia eu gritava de tanto tesão,até que eu estava me sentindo exausta e comecei a pedir pra me dar leitinho ela me perguntou aonde eu disse pode gozar dentro msm,ela voz ou com um ruído alto me chamando de pauta,vadiagem e deu uma mordida no meus bicos do peito,tirou o pau de dentro de disse limpa ele todinho,e passei a língua até não deixar nenhuma gotinha de porra q delicia depois e disse abre as pernas eu estava esxauta queria descansar um.pouco.mais como ela disse eu estou pagando pra te comer eu abri,ela me lambeu toda a porta que havia deixado e disse depois de limpo,vamos tomar banho e descansar um pouco,tomamos banho ela não me tocou pq disse que queria eu descansada pra mais tarde eu cai na cama e dormir a manhã toda acordei umas 16 hrs e a cama estava vazia,procurarei no quarto ela não estava,desci e ela havia pedido comida em um restaurante e falou,come quero vc bem alimantada,começamos a comer e a conversar,ela me disse um.pouco sobre sua vida,ela era viúva havia 10 anos,o marido dela era Bi-sexual e ela sempre comia o cu dele,ela tem uma filha adotiva que mora no Canadá e que adorava a profissão dela era ver buceta o dia todo kkkkk,me pergunto se eu tinha filhos,família namorados e muito mais,estávamos comendo nua,sem querer deixei a faca cai no chão e me abaixei para pegar e olhei por debaixo da mesa e vi que já estava ereto,fui engatinhando por debaixo da mesa e comecei a chupar (adoro chupar) chapéu até ela gozar novamente e bebi de novo a porra (adoro) me levantei de disse com cara de safada sobremesa Hume,ela não disse nada e só ficou olhando eu tirar a mesa,limpei a cozinha pelado ate porque era uma ordem eu ficar o final de semana sem nada,liguei em casa pra saber como estava meus pais e já era uma 18 h ela disse agora vou comer seu cu,ai a coisa ficou feia eu falei q o cu não.
(Continua)

Previous post

Namoradas se divertindo num sábado a tarde

Next post

Que bunda é essa?

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *