Contos Eróticos

[Conto Erótico] Transei com minhas alunas da faculdade

Oi gente. Hoje vou narrar para vocês como foi uma de minhas melhores experiências na faculdade. Espero que gostem.
Eu já estava na faculdade e minhas notas eram sempre as melhores pois eu
estudava com muito empenho. Participava de grupos, do conselho de turma,
dos grupos que ajudavam nas aulas de reforço dentre muitas outras coisas
que me faziam estar sempre integrada com tudo e todos la dentro. Certo
dia, uma turma cheia de meninas estava com dificuldade em uma das
matérias, e eu juntamente com 2 estagiários fomos ajudar nas aulas de
reforço sob a supervisão da professora doutora Greice brito. Quando
terminada as aulas, algumas meninas pegaram o número de nossos telefones
para que pudéssemos conversar por whats e assim continuou minha semana,
dando aulas, estudando, ajudando por whats até que uma menina chamada Aria me liga e
pede para que eu vá em sua casa para ajudar em um trabalho e enfim…
Me arrumo e vou, quando eu chego, percebo a sacanagem no ar, Aria
me espera com uma saia hiper curta, uma blusa decotada deixando quase 70
porcento dos seios amostra, e sem sutiã, além de tudo. Seus cabelos
negros iam até a cintura, e quando ela virou de costas me convidando a
entrar na casa, percebi que ela estava sem calcinha, e aquela enorme
bunda ficava toda amostra pra mim. Nos sentamos, ela de frente para mim,
me mostrava em seu caderno e livros o que eu precisava fazer e eu fui
explicando, e ela, na intenção de ler o livro que se encontrava em meu
colo ia se inclinando cada vez mais em minha direção, e aqueles seios
ficavam bem na direção de meu rosto. Meu olhar me denunciava, e então
ela retirou aquela monstruosidade de seio para fora da blusinha e os
empurrou em minha cara, me fazendo chupar forte aqueles biquinhos duros
e deliciosos. Ela então veio para cima de mim, derrubando os livros e
cadernos, me beijando com muita voracidade, já pondo a mão na minha
bucetinha que estava bem quente até que a campainha de sua casa tocou e
ela então mandou eu a esperar sentada enquanto iria atender o portão.
Depois de 2 minutos, ela entrou com mais três meninas, Brenda, uma
loira bunduda de 1.62 de altura e cabelos curtos que iam até os seios
que não eram muito grande, Rebeca, uma morena auta de 1.77, cabelos
longos e cacheados, seios enormes e uma bunda espetacular, e
Carol, uma morena de cabelos castanhos até os
ombros, com aproximadamente 1.59 de altura e corpo proporcional, tendo
seios e bundas de tamanho mediano para seu físico. Aria retirou suas roupas e
veio para cima de mim, retirando as minhas enquanto as outras apenas
nos olhavam. Carol se levantou com uma corda e as
três me seguraram enquanto ela amarrava minhas pernas na cadeira e meus
braços para trás. Fiquei um pouco desesperada mais meu tesão falava mais
alto, e então ela sussurrou em meu ouvido:
– hoje você vai ter a melhor experiência de toda sua vida. Iremos
acabar com você, vamos te fazer de nossa puta sua vagabunda do caralho.
Elas ficaram nuas e Rebeca começou a esfregar a buceta na minha coxa
enquanto chupava meu seio, já Aria se esfregava na minha coxa direita
alternando beijos com Rebeca e chupando meus seios também. Carol e
Brenda namoravam entre si até que Rebeca desceu até minha buceta e me
fez delirar quando tocou a língua na minha entradinha rosada,
enfiando a língua bem fundo, arrancando altos gemidos de prazer de minha
boca, que logo foram abafados por um beijo caloroso de Aria, que se
aproximou, pelo lado me beijando, no pescoço, na orelha, na boca
enquanto passava as mãos pelo bico do meus seios. A sensação de
impotência me deixava ainda mais excitada, então Brenda se aproximou com
um sinto e me bateu na coxa duas vezes. Eu gozei na boca de Rebeca e
dessa vez Carol me chupava e toda vez que eu gemia muito alto elas me
chamavam de piranha e me batiam com força nas coxas, até que me
soltaram e me prenderam na cama. Lá, Carol sentou na minha cara enquanto
Brenda chupava minha buceta com muito vigor, Rebeca e Aria ficavam nos
meus seios enquanto tocavam siririca uma para a outra até que gozamos
juntas, eu lambendo aquela buceta gostosa enquanto era chupada pelas
três.
Depois disso me vendaram e eu senti que duas meninas
roçavam a buceta em meus seios, e eu fui a delírio, até que outra tomou
lugar entre minhas pernas e me chupou com força, indo de meu clitóris
até minha entradinha, apertando minhas coxas e cravando as unhas
me fazendo gritar ao mesmo tempo de tesão e um pouquinho de dor. Me
deram tapas na cara, na coxa e me viraram de lado. Lamberam meu cuzinho
enquanto tocavam siririca para mim até eu gozar, sentindo agora um par
de seios enormes roçando contra os meus e então me soltaram e eu de
pressa abracei a menina que roçava seus seios nos meus, a beijando com
loucura em quanto sentia uma língua no meu cuzinho, indo até o
meu clitóris, lambendo com movimentos circulares, depois penetrando minha
entradinha até retornar ao cuzinho de novo, me fazendo gemer loucamente e
apertar aquela menina com mais força ainda, até que gozei, batendo na
bunda dela, a apertando com força, a chamando de puta e de
piranha, e fui severamente castigada, me colocaram de quatro e uma
das menina segurou meu cabelo enquanto se posicionava atrás de mim. Minha
venda foi retirada mas antes que eu pudesse olhar o que estava
acontecendo percebi Brenda entrando em baixo de mim e indo com a língua
até meu clitóris que pulsava de tesão quando de repente senti minha buceta
sendo invadida por algo grosso então percebi que eu estava sendo fudida
por Rebeca que vestia uma cinta, enquanto Brenda me chupava com a buceta
virada para minha cara. Arrebitei mais minha bunda para chupar a buceta
dela também e fui surpreendida quando a força das estocadas aumentaram
muito, e eu gozei rapidamente, sentindo minha buceta se contrair e meu
corpo sofrer espasmos involuntários. A força das estocadas foi
diminuindo, e Brenda gozou em minha boca, gemendo alto enquanto chupava
aquele pau que entrava em mim. Elas mandaram eu ficar de pé e fazer
todas elas gozarem, então fui em Aria e mais do que de pressa encaixei
minha buceta na dela e fizemos uma tesourinha deliciosa até que nós duas
gozamos, tendo orgasmos intensos, depois disso chupei Brenda e Carol,
que deitaram uma em cima da outra esfregando seus seios, facilitando com
que eu chupasse uma e ficasse descendo e subindo minha língua, fazendo
as duas gozarem ao mesmo tempo. Já Rebeca ficou de quatro e mandou eu
lamber o cu dela, e eu fiquei lambendo, indo até o clitóris até ela
contrair o corpo e segurar a respiração e então eu subia até a
entradinha rosada daquela buceta raspadinha, enfiava um dedo no cu e
acompanhava com a língua, até eu perceber que ela havia se recuperado um
pouco então eu ia até o clitóris e repetia o processo diversas vezes até
que ela não aguentou e gozou gostoso em minha língua, tendo orgasmos
múltiplos que se intensificavam cada vez mais porque eu continuava a
estimulando com minha língua. Após isto, nos deitamos e ficamos rindo e
olhando uma para a outra. Elas me contaram que planejavam isso a muito
tempo pois ouviram boatos que eu era bi, e elas me achavam
bonita e enfim… Conversamos um pouco e eu ainda as ajudei a estudar
pois realmente elas precisavam de ajuda, depois bebemos um pouco comendo
petiscos e dormimos todas juntas, fazendo daquela noite uma experiência
inesquecível para mim e com toda certeza para elas. Depois disso, nos
encontrávamos quase todos os dias, as vezes chamávamos outras meninas, e
até homens para participar, mas isso fica para outros contos. Espero que
tenham gostado.
Abraços, lissinha.

Previous post

Perfeição de sexo lesbico

Next post

Quero mamar em você amiga

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *